(+351) 217817310lf@lazerefloresta.pt

História

No âmbito do processo de reorganização do setor da pasta e do papel em Portugal, promovido pelo Governo Português, ocorreu, em 2000, uma reestruturação do património florestal da Portucel – Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A. (à data denominada Portucel Industrial) através da sua participada Portucel Florestal – Empresa de Desenvolvimento Agro Florestal, S.A.

Decorrentes desta reestruturação, foram constituídas em 14 de janeiro de 2000, duas novas sociedades: a Lazer e Floresta – Empresa de Desenvolvimento Agro-Florestal, Imobiliário, Turístico e Cinegético, S.A. e a Celpinus – Empresa de Desenvolvimento Agro-Florestal, S.A..

Em dezembro de 2003, ocorreu uma operação de aumento de capital em espécie e em simultâneo ocorreu também uma troca de participações sociais entre a Portucel SGPS, S.A., a Portucel – Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A. e a Soporcel – Sociedade Portuguesa de Papel, S.A., eliminando as participações cruzadas existentes bem como as resultantes dos aumentos de capital ocorridos, pelo que a Portucel SGPS, S.A. passou a deter 100% do capital social da Lazer e Floresta e da Celpinus. Em 2004, a Lazer e Floresta adquiriu à Portucel SGPS, S.A., a totalidade das ações da Celpinus e, com a extinção da Portucel SGPS, S.A., em 2005, o capital social da Lazer e Floresta passou a ser detido a 100% pela Parpública – Participações Públicas SGPS, S.A.. A fusão por incorporação da Celpinus na Lazer e Floresta teve concretização em 28 de Dezembro de 2006, reportada a 1 de Janeiro de 2006. Por deliberação de 26 de Dezembro de 2008, foi constituída uma sociedade gestora de participações sociais denominada Capitalpor – Participações Portuguesas, SGPS, SA, com o capital social de 1.900.000.000,00 €, e que foi totalmente subscrita pela Parpública. Para realização do capital social da Capitalpor, a Parpública transferiu para aquela empresa 11.577.527 acções da Lazer e Floresta, representativas de 100% do seu capital social. Em dezembro de 2011 na decorrência do processo de fusão por incorporação da Capitalpor na Parpublica, a Lazer e Floresta passou a ser detida novamente a 100% pela Parpublica, SGPS, S.A..

Património

Em 31 de Dezembro de 2015, o património global da Lazer e Floresta era constituído por 15.753 hectares de propriedades próprias, localizadas em 31 concelhos do País, além de um terreno
urbano com 0,94 hectares em Vila Nova de Famalicão.

Além destes ativos, a Lazer e Floresta detinha ainda, cerca de 1.080 hectares de áreas arrendadas através de contratos de longo prazo, para exploração florestal.

Desde a constituição da sociedade, até final do ano de 2015, além de um prédio urbano, em Lisboa, foram alienados 23.557 hectares de propriedades rústicas, vendas que, em conjunto, geraram uma receita acumulada de 76.094.680 Euros.